Google+ Followers

porque convergimos e integramos com AMOR, VERDADE, RETIDÃO, PAZ E NÃO-VIOLÊNCIA

dedicamos este espaço a todos que estão na busca de agregar idéias sobre a condição humana no mundo contemporâneo, através de uma perspectiva holística, cujos saberes oriundos da filosofia, ciência e espiritualidade nunca são divergentes; pelo contrário exige-nos uma postura convergente àquilo que nos move ao conhecimento do homem e das coisas.
Acredito que quanto mais profundos estivermos em nossas buscas de respostas da consciência melhor será para alcançarmos níveis de entendimento de quem somos nós e qual o propósito que precisaremos dar as nossas consciências e energias objetivas e sutis para se cumprir o projeto de realização holística, feliz, transcendente, consciente e Amorosa.

"Trata-se do sentido da unidade das coisas: homem e natureza, consciência e matéria, interioridade e exterioridade, sujeito e objeto; em suma, a percepção de que tudo isso pode ser reconciliado. Na verdade, nunca aceitei sua separatividade, e minha vida - particular e profissional - foi dedicada a explorar sua unidade numa odisseia espiritual". Renée Weber

PORTANTO, CONVERGIR E INTEGRAR TUDO - TUDO MESMO! NAS TRÊS DIMENSÕES:ESPIRITUAL-SOCIAL-ECOLÓGICO

O cientista (psicólogo e reitor da Universidade Holística - UNIPAZ) PIERRE WEIL (1989) aponta os seguintes elementos para a falta de convergência e integração da consciência humana em geral: "A filosofia afastou-se da tradição, a ciência abandonou a filosofia; nesse movimento, a sabedoria dissociou-se do amor e a razão deixou a sabedoria, divorciando-se do coração que ela já não escuta. A ciência tornou-se tecnologia fria, sem nenhuma ética. É essa a mentalidade que rege nossas escolas e universidades"(p.35).

"Se um dia tiver que escolher entre o mundo e o amor...Lembre-se: se escolher o mundo ficará sem o amor, mas se escolher o amor, com ele conquistará o mundo" Albert Einstein

sábado, 15 de junho de 2013

O QUE É O AMOR DIVINO?

Ele é um fenômeno que não se explica, mas que se vivencia no centro do peito de qualquer pessoa desde que se tenha uma disciplina impecável. Descobri em 1988 que ele está relacionado a um processo de transformação da percepção comum (a razão associado aos cinco sentidos) para uma consciência de si. E o que eu quero dizer com "consciência de si"? É um processo ou disciplina ...interior que o sujeito faz no PLANO DA PERCEPÇÃO-CONSCIÊNCIA PESSOAL e que requer uma vontade supra-humana para permanecer a cada instante vigiando e transformando os seu pensamentos e sentimentos-desejos automáticos. É algo que me aconteceu sem que eu planejasse ou programasse....aconteceu. No início começou quando despertei para o fenômeno da consciência intuitiva...uma voz doce e suave que me orientava com cuidado e extrema paciência e bondade. Tem um filme americano (Conversando com Deus) que mostra uma passagem muito parecida com a minha. Porque fui intuído a criar uma hipótese de que a consciência "humana" era formada por duas partes a saber: superior e inferior. E também fui intuído a acreditar que nossos pensamentos, sentimentos e desejos são energias puras. Essa hipótese é primordial para quem quiser entrar no campo espiritual em si mesmo. Então, criadas as hipótese comecei a colocá-las em prática. É importante frisar que não basta formular uma teoria e não colocá-la em prática. E assim, fiz minha disciplina espiritual a cada segundo durante horas, dias e semanas a fio sem interrupção. De modo que, consegui separar a minha percepção humana da consciência divina que estava misturada, Uma vez separada as duas consciências iniciei um processo de mudança da minha concepção de vida a partir da consciência divina que não parava de falar (e não pára até hoje). E porque o Amor Divino é importante nesse mundo moderno violento, desigual e injusto? Porque Ele é a referência da sabedoria, da ética, da ciência, da espiritualidade e da filosofia (os gregos sábios já haviam descoberto isso, pois PHILO significa Amor e SOPHIA significa sabedoria). Em suma, nunca conseguiremos viver em paz e harmonia enquanto cada um não encontrar o Caminho do Amor Divino em si mesmo. Nunca aprenderemos esse caminho lendo livros! Ele é uma conquista pessoal para que reconheçamos a nossa verdadeira identidade divina latente. Ele é uma força criadora de tudo, da vida, do universo e da existência. Ele é Deus presente, um Verbo vivo que nos ama e quer que nos religuemos a Ele. Religare significa religião, ou seja, a religação de uma existência humana a uma existência não-humana. E assim, todos os outros sentimentos e ações são formados por esse valor existencial (diferente de valor moral) e energia cósmica. Por ser muito difícil esse caminho poucos conseguirão trilhar e acabarão morrendo e renascendo ad infinitum. O mistério da nossa existência se revela através dessa descoberta ou revelação de QUEM SOMOS NÓS afinal. A meditação, a oração, a contemplação, a repetição de mantras, a vontade de autosuperação são imprecindíveis para se realizar a experiência mística-espiritual do Amor Divino.

Bernardo Melgaço da Silva

Nenhum comentário: