Google+ Followers

porque convergimos e integramos com AMOR, VERDADE, RETIDÃO, PAZ E NÃO-VIOLÊNCIA

dedicamos este espaço a todos que estão na busca de agregar idéias sobre a condição humana no mundo contemporâneo, através de uma perspectiva holística, cujos saberes oriundos da filosofia, ciência e espiritualidade nunca são divergentes; pelo contrário exige-nos uma postura convergente àquilo que nos move ao conhecimento do homem e das coisas.
Acredito que quanto mais profundos estivermos em nossas buscas de respostas da consciência melhor será para alcançarmos níveis de entendimento de quem somos nós e qual o propósito que precisaremos dar as nossas consciências e energias objetivas e sutis para se cumprir o projeto de realização holística, feliz, transcendente, consciente e Amorosa.

"Trata-se do sentido da unidade das coisas: homem e natureza, consciência e matéria, interioridade e exterioridade, sujeito e objeto; em suma, a percepção de que tudo isso pode ser reconciliado. Na verdade, nunca aceitei sua separatividade, e minha vida - particular e profissional - foi dedicada a explorar sua unidade numa odisseia espiritual". Renée Weber

PORTANTO, CONVERGIR E INTEGRAR TUDO - TUDO MESMO! NAS TRÊS DIMENSÕES:ESPIRITUAL-SOCIAL-ECOLÓGICO

O cientista (psicólogo e reitor da Universidade Holística - UNIPAZ) PIERRE WEIL (1989) aponta os seguintes elementos para a falta de convergência e integração da consciência humana em geral: "A filosofia afastou-se da tradição, a ciência abandonou a filosofia; nesse movimento, a sabedoria dissociou-se do amor e a razão deixou a sabedoria, divorciando-se do coração que ela já não escuta. A ciência tornou-se tecnologia fria, sem nenhuma ética. É essa a mentalidade que rege nossas escolas e universidades"(p.35).

"Se um dia tiver que escolher entre o mundo e o amor...Lembre-se: se escolher o mundo ficará sem o amor, mas se escolher o amor, com ele conquistará o mundo" Albert Einstein

domingo, 16 de junho de 2013



IMPACTO DAS REDES  SOCIAIS, PROGRAMAS DE TELEVISÃO E LIVROS NA PSIQUE DOS JOVENS: SENHOR, TU ME SONDAS...

(Assista no final desse texto a Reportagem da TV Globo sobre os riscos e benefícios das redes sociais)
Hoje, recebi (de uma amiga) pelo facebook uma reportagem da TV Globo sobre o impacto das redes sociais nas psiques dos jovens. Nessa reportagem a repórter faz uma pergunta numa sala de aula: “quem aqui que não acessa uma rede social, levante o braço?”. A repórter conta e verifica que 100 por cento estavam ligados diariamente às redes sociais. Então, ela faz uma segunda pergunta: “quem aqui não acessa uma rede social, levante o braço?”. E ela conta e constata que ninguém levantou o braço. Ou seja, a moda da juventude agora é a rede social! Cada um acessa como pode: computador, celular etc. É um fato social e político interessante. Isto porque antes da rede social as opções mais baratas eram a TV ou um vídeo alugado numa locadora perto de casa. O paradigma agora está mudando. Muitos jovens, e adultos também, já se cansaram da TV  e se “antenam” numa rede ou várias redes  sociais para conhecer novas pessoas, ou para se informar, ou para buscar conhecimento, etc. É impressionante! Eu mesmo venho acompanhando  as redes sociais há anos. Só parei de ficar “antenado” de 2009 para cá devido as doenças  (câncer em vários lugares do meu corpo). Mas, agora estou de volta a fazer aquilo que eu gostava de fazer antes das doenças que tive: escrever e palestrar! E essa semana tive uma surpresa agradável e que me intrigou. Isto porque eu tinha um blog que estava desativado (não sei porque!) e de repente voltou a funcionar (bernardomelgaco.blogspot.com). Então, consegui entrar no meu blog criado há muitos anos e fui ver o que eu havia guardado nele. Então, copiei um artigo muito bonito que fiz baseado numa música religiosa (não sei se é católica ou evangélica – com o título SENHOR, TU ME SONDAS...), e postei no meu facebook (EDUCAÇÃO PARA O TERCEIRO MILÊNIO)  sem pretensão nenhuma (gosto de  escrever tanto sobre filosofia, quanto ciência e espiritualidade!). E passado um tempo (talvez uma ou duas horas) abri de novo o meu facebook e constatei que 101 pessoas haviam lido o meu texto (o comum é entre 4 a 20 pessoas em cada texto posto).  Fiquei surpreso porque era um texto de louvor a Deus que fiz há muitos anos ouvindo a música religiosa e vibrando de emoção no ato da escrita. E cheguei a conclusão que tem muita gente carente de Deus! Ou seja, de querer saber mais das experiências alheias com Deus (muito mais do que a filosofia e  a ciência!). E os livros também estão num segundo plano. A moda agora é rede social – e Deus! Eu vejo que tem algo positivo e negativo. Positivo porque podemos (eu digo aqueles que já possuem uma experiência de vida longa e que possui um saber sensível e inteligente para divulgar) compartilhar nossas ideias, experiências acadêmicas, experiências espirituais, experiências de vida mesmo, críticas, filosofias, ciências e espiritualidades etc.). E negativo porque tem gente que usa as redes sociais para propagar ideologias radicais e incentivar o ódio inter-religioso, racial, etc. Então, as redes nas mãos de pessoas éticas com propostas sérias vão ajudar em muito na formação do caráter e do conhecimento dessa juventude ávida pelo desconhecido, inédito e transcendental.

Prof. Bernardo Melgaço da Silva – bernardomelgaco@gmail.com -  

Nenhum comentário: