Google+ Followers

porque convergimos e integramos com AMOR, VERDADE, RETIDÃO, PAZ E NÃO-VIOLÊNCIA

dedicamos este espaço a todos que estão na busca de agregar idéias sobre a condição humana no mundo contemporâneo, através de uma perspectiva holística, cujos saberes oriundos da filosofia, ciência e espiritualidade nunca são divergentes; pelo contrário exige-nos uma postura convergente àquilo que nos move ao conhecimento do homem e das coisas.
Acredito que quanto mais profundos estivermos em nossas buscas de respostas da consciência melhor será para alcançarmos níveis de entendimento de quem somos nós e qual o propósito que precisaremos dar as nossas consciências e energias objetivas e sutis para se cumprir o projeto de realização holística, feliz, transcendente, consciente e Amorosa.

"Trata-se do sentido da unidade das coisas: homem e natureza, consciência e matéria, interioridade e exterioridade, sujeito e objeto; em suma, a percepção de que tudo isso pode ser reconciliado. Na verdade, nunca aceitei sua separatividade, e minha vida - particular e profissional - foi dedicada a explorar sua unidade numa odisseia espiritual". Renée Weber

PORTANTO, CONVERGIR E INTEGRAR TUDO - TUDO MESMO! NAS TRÊS DIMENSÕES:ESPIRITUAL-SOCIAL-ECOLÓGICO

O cientista (psicólogo e reitor da Universidade Holística - UNIPAZ) PIERRE WEIL (1989) aponta os seguintes elementos para a falta de convergência e integração da consciência humana em geral: "A filosofia afastou-se da tradição, a ciência abandonou a filosofia; nesse movimento, a sabedoria dissociou-se do amor e a razão deixou a sabedoria, divorciando-se do coração que ela já não escuta. A ciência tornou-se tecnologia fria, sem nenhuma ética. É essa a mentalidade que rege nossas escolas e universidades"(p.35).

"Se um dia tiver que escolher entre o mundo e o amor...Lembre-se: se escolher o mundo ficará sem o amor, mas se escolher o amor, com ele conquistará o mundo" Albert Einstein

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Pensamento para o Dia 27/10/2011




“No momento do nascimento não se tem atributos bons ou maus. As mudanças ocorrem em sua natureza devido ao alimento consumido, à influência dos amigos etc. Desenvolve-se ego e apego através da companhia que se mantém. Na medida em que começa a se educar, você desenvolve orgulho e acolhe pensamentos arrogantes a respeito da sua superioridade sobre os outros. Essa vaidade polui o coração. Quando a água se mistura ao leite, deve-se fervê-lo para torná-lo puro. Da mesma forma, deve-se realizar várias práticas espirituais (Sadhana) para limpar o coração de impurezas. É somente quando o coração se derrete no calor do Amor Divino que você conseguiu remover as más características. Fique claro que você é a causa de seu destino, bom ou mau. Deus não é responsável pela causa do seu sofrimento e você é livre para moldar seu futuro. Assim, você se aproximará de Deus com um passo mais firme e uma mente mais lúcida.”

Sathya Sai Baba

sábado, 22 de outubro de 2011

Pensamento para o Dia 22/10/2011




“Você fará rápido progresso no caminho espiritual se superar os obstáculos difíceis de raiva, orgulho, vaidade, da tendência para procurar defeitos nos outros, etc. Estes operam inconscientemente, como as correntes nas profundezas do oceano. Você deve ser vigilante para não perder a calma, mesmo nas pequenas coisas, pois isso obstruirá seu progresso. A raiva é a mãe de todo o comportamento errado e pode levar qualquer pessoa a maus caminhos, a qualquer momento e sob qualquer forma. Então, em primeiro lugar, sublime-a pelo esforço sistemático. Acolha alegremente qualquer um que aponte seus defeitos; seja grato a eles. Nunca nutra ódio por eles, pois isso é tão ruim quanto odiar o bom. Você deve amar o "bom" e rejeitar o "mau". Lembre-se, o "mau" não deve ser odiado, mas abandonado ou evitado. Cultive a humildade e o amor para com todos; hábitos indesejáveis desaparecerão de você.”

Sathya Sai Baba

sábado, 15 de outubro de 2011

Pensamentos para os Dias 14 e 15/10/2011




Pensamento para o Dia 15/10/2011

“Em um jogo de futebol, os jogadores de ambos os lados continuam a chutar a bola até que ela seja enviada ao gol. Eles devem fazer com que a bola não vá além dos dois postes que definem o gol. O objetivo da vida também consiste de dois postes: secular e espiritual. Você nasceu como um ser humano com o objetivo de não nascer de novo. Você deve viver dentro do campo das buscas secular e espiritual. As seis más características - luxúria, ira, ganância, desejo, orgulho e ciúme estão de um lado, e as boas qualidades - verdade, retidão, paz, amor, não violência e sacrifício estão do outro lado. O jogo é entre essas duas equipes. Se você trilhar o caminho divino você pode experimentar paz e também compartilhá-la com os outros. Então você estará liberto.”

Sathya Sai Baba



Pensamento para o Dia 14/10/2011

“A coisa correta a fazer é perceber o Atma (Eu Divino) em todos e sempre ajudar e nunca ferir. Veja a Divindade em todos e realize atividades sagradas. Se você não puder ajudar, pelo menos não faça o mal. Estar ligado ao mundo pelo apego aos objetos mundanos é o caminho errado. Em vez disso, adote a atitude positiva de virar-se para a Divindade. A diferença reside apenas em direcionar sua mente. Vire-a para o mundo e você se prende; vire-a para Deus e você se liberta. Deus é sem nascimento e morte e é uma testemunha eterna; você deve se esforçar muito para conquistar o amor de Deus. Quem recebe o amor de Deus receberá o amor de todos. Se você perceber que o Amor é Deus, você não se apegará às coisas mundanas.”

Sathya Sai Baba

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Pensamento para o Dia 11/10/2011




“Muitas pessoas realizam Sadhana (exercícios espirituais) a fim de perceber a Divindade. Mas, se eles não entendem as qualidades humanas, todos os esforços tornam-se exercícios de futilidade. Sem aprender o alfabeto, como se pode adquirir o significado e o uso de palavras, frases e sentenças? Valores humanos são os alfabetos básicos da espiritualidade. Desenvolva valores humanos e fé inabalável no Divino. Domine isso e seu Sadhana será eficaz. Você também deve compreender que não existe prazer sem dor e que a dor é apenas um intervalo entre dois prazeres. Sempre que tiver uma experiência desagradável, você deveria ter a fé inabalável de que isso é para algo bom que você estará desfrutando em um futuro próximo e, portanto, pare de se preocupar.”

Sathya Sai Baba